Tudo sobre como construir uma casa, em tempo de execução. Encontras: Planilhas de custos e previsão de gastos, Etapas, Fotos, Dia a Dia da obra, Lista de materiais e serviços, Mão de Obra, Arquiteto, Dicas e muito mais sobre este desafio.

Nossa casa tem 184m2 com 3 níveis - contato@nossacasanosite.com

Pesquisar no blog

domingo, 27 de janeiro de 2013

Contratando Arquiteto ou Engenheiro?

 Em algum momento quando você decidir construir uma casa, certamente terás que contratar um profissional para projeta-la. Este profissional alêm de ter que transformar suas ideias ou seu sonho em um projeto, poderá acompanhar (nem sempre isso ocorre) a construção da sua casa e também será responsável (na maioria das vezes) por assinar ART(Anotação de Responsabilidade Técnica), necessária para processos legais junto ao orgão público municipal .
 Mas qual profissional escolher Arquiteto ou Engenheiro? Certamente este assunto é polêmico e poderá gerar alguma discussão.

Procurando o profissional

Arquiteto ou Engenheiro? Caso pensas em fazer uma casa simples, sem nenhum diferencial arquitetônico,  um Engenheiro pode se encaixar bem a este propósito, pois este profissional geralmente não está focado na arquitetura (ao menos assim diz o Wikipedia), mas caso queiras uma arquitetura mais elaborada, um estudo preeliminar, uma casa com espaços planejados, então recomendo um Arquiteto, pois o mesmo tem uma melhor preparação para isso (ao menos é o que diz o Wikipedia)


Decisão na escolha do profissional

Antes de escolher o profissional que irá criar o projeto da sua casa (ou até mesmo conduzir toda a obra), converse com pelo menos 3 profissionais diferentes, pois design, preço, e forma de trabalhar podem variar bastante, veja algumas observações:
  • Design: Como já se sabe uma casa pode ter qualquer forma que um ser humano possa imaginar, então ver projetos anteriores do profissional,  buscando informações com ele próprio ou na internet, ajuda muito;
  • Preço: Os preços de cada profissional podem variar muito também, só no projeto arquitetônico um profissional pode por exemplo cobrar R$ 2.500,00 e outro para um projeto equivalente, pode cobrar R$ 12.000,00 ou muito mais que isso;
  • Forma de trabalhar: Isso pode variar ainda mais de profissional para profissional;
    • Profissional A pode cobrar um valor (por ex. R$ 5.000,00) e fazer projeto arquitetônico, projeto estrutural, projeto hidro-sanitário e projeto elétrico e ainda acompanhar (não executar) a obra;
    • Profissional B pode cobrar o mesmo valor (por ex. R$ 5.000,00) e fazer somente projeto arquitetônico, nada mais;
    • Profissional C pode cobrar o mesmo valor (por ex. R$ 5.000,00) e fazer os mesmos trabalhos do Profissional A e ainda apresentar Ante Projeto sem qualquer custos;
Obs. É comum o profissional cobrar pelo Ante Projeto, então fique atendo a este detalhe antes de fechar negócio;


Profissional e o Contrato

A efetivação da contratação do profissional se dá por um contrato que deve especificar os direitos e deveres de cada uma das partes envolvidas, bem como tudo que está sendo contratado. Antes de assinar este contrato leia com atenção e nunca assine o contrato no mesmo dia, peça alguns dias para analizar e decidir sobre este assunto tão importante. Alguns itens a serem obvervados no contrato:
  • Serviços contratados:  Haverá Ante projeto?,  Estudo Preliminar?
  • Tipos de Projetos contratados: Arquitetônico?, Projeto elétrico?, Projeto Estrutural?, Hidro-Sanitário?
  • Aprovação junto ao orgão público (geralmente prefeitura): está incluso?, qual custo?
  • Acompanhamento da obra: será feito sem custo?, qual custo?, qual frequência das visitas a obra? qual custo por visita?
  • Valores de honorártios extras: valor por hora? por visita?
  • Rescisão de Contrato?: Quais ônus às partes envolvidas?

Conclusão

A contratação de qualquer profissional sempre é um fato importante, então nunca deixe de ter referências anteriores e fique muito atento(a) ao contrato, pois é o instrumento que garante seus direitos e deveres em caso de eventuais problemas. 
  Quanto ao valor a ser pago, sempre é muito variado, profissionais mais conhecidos (conhecidos muitas vezes por sua arquitetura moderna, obras de grande porte, etc.) tendem a cobrar mais (lei básica da oferta e da procura), mas cobrar caro nem sempre é garantia de satisfação ou qualidade.

[Texto baseado em publicação anterior deste mesmo Blog, Aqui]

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Contratação do Pedreiro - Dicas

O principal profissional responsável por construir sua casa, a pessoa que de fato coloca literalmente a mão na massa e faz um monte de tijolos e cimento virar uma casa, um sonho, este é o Pedreiro. Nenhuma casa pode ser feita sem ele, daí a importancia da contratação de um bom profissional.
 Ao optar por não contratar empreiteira, construtura ou nem um tipo de profissional para gerenciar a sua obra, quem fará a contratação será você (o proprietário da futura casa), mas não espere que esta tarefa será a mais fácil, pois certamente não será.


Procurando um bom profissional ou equipe 

Algumas dicas básicas devem sempre ser seguidas na contratação de qualquer profissional, a contratação do pedreiro não é diferente:

  • Procurar referências anteriores do profissional, procurar falar em particular com esta referência, pois na presença do pedreiro não tende ser a melhor ideia, por questões óbvias de educação;
  • Fazer visitas a obras anteriores feitas pelo pedeiro, e observar acabamentos e muito importante: observar o padrão da(s) casa(s) construída(s) por ele, pois muitas vezes você vai construir uma casa médio ou alto padrão e o pedreiro só construiu casa popular;
  • Questionar sobre sua equipe de trabalho, se o pessoal é registrado, tamanho da equipe, quem de fato é o chefe da obra;
  • Converse com ao menos 3 pedreiros diferentes e peça um orçamento de cada uma deles, assim você poderá alêm de saber dos valores orçados, vai poder sentir a diferença na conversa de cada um;
  • Cuidado com indicações de parentes, arquitetos, engenheiros ou amigos, pois nem sempre estas pessoas conhecem o dia a dia do pedreiro ou os detalhes das obras por eles executadas.]

Contratação

Na hora de  "bater o martelo" é importante prestar atenção em algumas coisas:
  • Deixar bem claro o que está sendo contratado. De preferência ter um contrato formal (autenticado em cartório) ou ao menos assinado pelo profissional, especificando detalhadamente o trabalho contratato;
  • Forma de recebimento de honorários. Fuja de pagamentos adiantados, o ideal é pagar somente após a conclusão de uma etapa ou trabalho realizado, ou então combinar uma frequência de pagamento que fique bom para ambos, mas sempre procure fazer a medição e conferência do que foi executado, antes de efetuar o pagamento.

Conclusão   

É muito comum problemas na contratação deste profissional, pois falhas de comunicação podem levar prejuizo ao seu bolso ou abandono da obra por parte do pedreiro, ou então ambos. Então preste muita atenção e saiba tudo que for possível sobre o pedreiro ou das obras por ele executadas.

Entramos no Facebook

Agora você poderá nos acompanhar no Facebook 

http://www.facebook.com/nossacasanosite






sábado, 19 de janeiro de 2013

Construíndo uma casa por etapas

As pessoas quando planejam construir uma casa gostariam sem dúvida de iniciar e terminar de uma só vez, mas isso não é a realidade de muitas famílias de nosso país. Os motivos podem variar, mas geralmente isso ocorre pela questão financeira.

Decisão do porquê construir?

 A primeira dúvida que ocorre é em relação a: construir ou comprar? Depois vem a questão construir por conta própria? (você mesmo gerenciando os pedreiros) ou Contratar empreiteira? (construído e gerenciado por terceiros), ou ainda, Comprar uma casa? ou Comprar um apartamento?.
A questão sempre é muito polêmica e pessoal, pois cada família ou pessoa tem uma opinião.

Planejando a construção da Casa

 Tudo começa depois da decisão já tomada: "Vou construir", após isso sua vida não será mais a mesma (ao menos durante os próximos meses) e cada passo precisa e deve ser planejado. Tudo começa com planejamento, mas certamente uma hora essa pergunta irá surgir? "Tenho dinheiro suficiente para construir uma casa?" Essa pergunta muitas vezes não é tão fácil de ser respondida, pois nem sempre temos ferrramentas ou pessoas que nos fornecem estas informações com muita precisão. No entanto algumas dicas  são (ver mais Aqui):
  • Pesquisar na Internet tudo sobre casas, sobre construção;
  • Saiba o custo médio por m2 de seu estado;
  • Com uma perspectiva já em mãos da sua casa, estipule um valor a ser gasto;
  • Faça Orçamentos pré obra ou ao menos tenha uma visão de quanto vai custar em média por m2  ou custo por etapa da obra.
De posse de um valor médio estipulado e se resultado é: "Já tenho o valor suficiente para construir" você certamente é uma pessoa de sorte, e terá mais facilidade na construção da casa, ao menos se tratando das questões financeiras. Caso não tens o valor suficiente para construir, resta o item descrito abaixo.


Financiar ou Construir por etapas

 Esta questão é muito importante e sem dúvida poderá afetar nossas vidas nos próximos meses ou até anos, pois construir uma casa certamente não é a compra de uma camisa, os custos são elevados, podem variar entre R$40,000 até mais que R$500.000, e lógico, depende de sua capacidade financeira. Muitas vezes a construção da sua casa pode ocorrer com você financiando e construindo por etapas, tudo irá depender de quanto você está disposto e/ou pode financiar. A construção por etapas exige mais paciência, mas pode ser uma ótima opção.

Construir por etapas: Como começar

 Quando você decide construir por etapas, você certamente terá que possuir um valor em caixa, seja proveniente de um financiamento parcial ou seu próprio dinheiro. Algumas coisas podem lhe ajudar:

  • Tendo auxílio de alguma ferramenta, planilha ou profissional saiba em média quanto você deve gastar nas primeiras etapas da obra, sabendo disso você pode melhor planejar as próximas;
  • Enquanto há dinheiro em caixa, pague tudo a vista, evite parcelamentos, pois pagando a vista você terá mais poder de barganha e deixa você no controle da situação, pemite você economizar.


Construir por etapas: Dia a dia


 Na construção por etapas você certamente levará mais tempo para concluir a casa, no entanto poderá ter vantagens como: Não pagar "rios de dinheiro" para bancos, poder com calma decidir como ficará cada cômodo da casa, como ficará os acabamentos, a pintura,  jardim, permite você muitas veses fazer um certo detalhe da casa, ex. colocar porcelanato XY que não faria, e não se preocupar tanto com o dinheiro para terminar a casa por completo.
 Certamente vai chegar o momento de você  morar na nova casa, este é um momento único e muito prazeroso, você tem duas opções: Ir morar na casa com ela pronta ou morar com a casa inacabada. Isso depende de quanto tempo vai durar as etapas, quanto você se incomoda de viver na casa em obras, se você paga aluguel, quanto você paga de aluguel.

Conclusão

A construção da casa por etapas nem sempre é a melhor opção, mas muitas vezes a mais viável, tanto financeira, quanto de qualidade de vida. Coloque tudo na balança e tome a sua decisão, pois fazer um casa certamente exige muita dedicação, paciência e dinheiro.